Desacreditar na vida

Reprodução

No mundo em que vivemos observo o constante senso de otimismo. As pessoas dizem e acreditam, suponho, que devemos sempre esperar o melhor de tudo. O direito de desacreditar parece até estar extinto da sociedade.

Sinto pena dos coitados pessimistas, como eu, que estão fadados a serem afastados do pacífico convívio social. Afinal, ninguém quer por perto pessoas que não se permitem sonhar.

Não nasci assim, acredite. O mundo e a minha própria concepção dele me tornaram isto, este suposto monstro que sou hoje. Não consigo, ou talvez eu apenas não queira, acreditar em dias melhores. Não espero que o arco íris surja de um céu cinzento e me mostre o caminho para encontrar o pote de ouro.

Sonhos torturam minha alma castigada por incontáveis desilusões. Não que eu não saiba como sonhar, apenas não me permito fazê-lo, pois cada vez que crio sonhos, vem a realidade me bombardeando com todo tipo de adversidade, e afastando qualquer indício, mesmo que mínimo, de otimismo que brota em meu coração.

Agora apenas exijo um pouco de respeito: Me deixem em paz com o meu direito de simplesmente desacreditar no lúdico da vida. Eu não impeço ninguém de sonhar. Então, por favor, me deixem viver com o meu pessimismo!!!!!

Anúncios

Novos pensamentos

Reprodução

Hoje peço humildes desculpas pelos meus pensamentos. Esclareço que não sou contra a liberdade de pensar – principalmente, não sou contra A MINHA PRÓPRIA liberdade de pensar. Apenas expresso meu íntegro desejo de ser perdoada pela repercussão que as minhas ideias possam ter adquirido.

Quem me conhece, mesmo que por meio deste blog, sabe que até então nunca demonstrei ser uma pessoa lá muito otimista. Ao contrário disso, sempre fiz questão de enaltecer que a arte de manter os pés no chão se encontra entre minhas as principais qualidades. Ao menos era isso que eu acreditava, piamente inclusive, até ontem…

Mas, hoje ao acordar senti que algo mudou. Percebi que estão brotando dentro de mim novas ideias e possibilidades. Começo a acreditar que cultivar um pensamento positivo e otimista é meio caminho andado para encontrar a felicidade que tanto procuro por este mundo.

Então vem a pergunta: Como? Por quê? Da onde surgiu tal mudança?

Sinceramente, não posso dizer com precisão a origem das minhas novas ideias. Livros, talvez? Mas, penso que a vida meio que me conduziu a enxergar o mundo com um outro olhar. Já estava cansada de pensar e repensar sobre minhas preocupações, e sobre a chance dos meus planos darem errado. Sinto que estava sabotando a minha própria vida, sendo a minha própria inimiga.

Hoje sou uma pessoa que busca novos conhecimentos sobre o poder da mente humana. Hoje procuro controlar meus próprios pensamentos, e não permito mais que eles me controlem. Hoje tento nutrir bons sentimentos dentro de mim. Hoje, inacreditavelmente, me sinto mais feliz e em paz. E, do fundo meu coração, espero que as ideias que cultivo hoje se propagem a sete ventos e, especialmente, que se conservem dentro de mim por toda a vida.

Duelo de pensamentos

Reprodução

Inegável é a força do otimismo. Incontestável é a abrangência do pensamento negativo. Enquanto um eleva os ânimos e conduz a luta, o outro deixa o coração oprimido, cheio de medos e inseguranças.

Seria bom se o otimismo fosse capaz de vencer tal duelo e conseguisse, o tempo inteiro, superar as ideias negativas que brotam sabe-se lá da onde dentro da mente humana. Mas, a verdade, é que na disputa entre o positivo e o negativo, o “lado mau” denota certa vantagem estratégica simplesmente porque é mais fácil acreditar nas coisas ruins.

O pensamento positivo pode surgir naturalmente. Para algumas pessoas ele até pode ser predominante. Porém, para meros mortais fadados a pensar nas infinitas possibilidades do que pode dar errado, ainda há esperança. O otimismo também pode ser aprendido e cultivado dia após dia. Não é uma lição fácil. Requer constante vigilância. Mas, ao mudar o teor dos pensamentos, a vida abre as portas para momentos mais leves e descontraídos. Você muda, e o mundo se transforma junto com você. E só esse simples fato já faz tudo valer a pena!

Um minuto

Reprodução

A gente tem essa mania de criar obstáculos e achar que tudo neste mundo é difícil ou complicado demais. Mas, basta um minuto do seu tempo para transformar uma vida inteira.

Em um minuto apenas Deus pode atender suas preces, se você orar com fé e sinceridade. Em um minuto uma criança sorri. Um idoso recupera a liberdade. Uma mãe abraça o seu filho. Em um minuto a sua vida muda, se aventura por novos destinos.

Em um minuto a tristeza vai embora. A calúnia é esquecida. O inimigo é perdoado.

Em um minuto você volta a sorrir. Enche o coração de otimismo. E começa a reconhecer diante da vida o poder da bondade e do amor.

Medicina para felicidade

tumblr_m17c0y1m101r5tqr7o1_500

Outro dia lendo as notícias do dia vi que cientistas descobriram que o pessimismo e o otimismo estão localizados nos genes humanos, isto é, fazem literalmente parte de cada um de nós. Isso me fez cogitar se, quem sabe, daqui alguns anos não será possível buscar junto aos procedimentos cirúrgicos a cura para a infelicidade.

Não defendo o extermínio do pessimismo, acredito que ele nos faz manter os pés no chão. Mas, não vejo motivos para não fazer uso da medicina para promover o otimismo. Mantenho a opinião de que a fé é a base da felicidade. Então, por que não se ter ajudinha para, afinal, encontrá-la?

(Kato feat Shontelle – I’m in love)

Essência do final feliz

Acredito que em certas ocasiões, especialmente quando a maré de azar resolve exercer sua influência, é melhor deixarmos de lado o otimismo, esquecermos da esperança e reservar espaço unicamente para o ceticismo. Não que o famoso “pensar no melhor” seja uma atitude equivocada… Mas, mantenho a opinião de que às vezes acreditar no lado bom das coisas nos impede de ver muitas verdades.

Chego a perceber que até existe certo preconceito contra o pessimismo. Parece que as pessoas o encaram como algo ruim ou desdenhoso… Sinceramente, eu não consigo ver as coisas por este ângulo. Para mim, manter os pés no chão, e em alguns momentos as mãos também só para garantir, é uma atitude digna de respeito e invejável porque parte unicamente da racionalização das situações e, como sabemos, toda forma de pensar é louvável mesmo que não compartilhemos de tal opinião.

Admiro as pessoas que conseguem manter o  otimismo de forma inabalável tal como muralhas. Por mais que eu tente, não consigo… Na realidade, no atual momento estou buscando conservar a minha total descrença com a esperança, mas tenho que confessar que não estou sendo vitoriosa.

Mesmo adotando a filosofia do pessimismo, de vez em quando me bate aquele pensamento de que algo bom pode acontecer. Os meus pés, até então pregados no chão, ganham vida própria e tentam se equilibrar na ponta dos dedos. Mesmo sem querer querendo, surge uma pontinha de esperança num coração que quer se tornar incrédulo, mas tem a essência de acreditar que tudo sempre tem um final feliz.

(Música: Sick Puppies – Issues)