Desacreditar na vida

Reprodução

No mundo em que vivemos observo o constante senso de otimismo. As pessoas dizem e acreditam, suponho, que devemos sempre esperar o melhor de tudo. O direito de desacreditar parece até estar extinto da sociedade.

Sinto pena dos coitados pessimistas, como eu, que estão fadados a serem afastados do pacífico convívio social. Afinal, ninguém quer por perto pessoas que não se permitem sonhar.

Não nasci assim, acredite. O mundo e a minha própria concepção dele me tornaram isto, este suposto monstro que sou hoje. Não consigo, ou talvez eu apenas não queira, acreditar em dias melhores. Não espero que o arco íris surja de um céu cinzento e me mostre o caminho para encontrar o pote de ouro.

Sonhos torturam minha alma castigada por incontáveis desilusões. Não que eu não saiba como sonhar, apenas não me permito fazê-lo, pois cada vez que crio sonhos, vem a realidade me bombardeando com todo tipo de adversidade, e afastando qualquer indício, mesmo que mínimo, de otimismo que brota em meu coração.

Agora apenas exijo um pouco de respeito: Me deixem em paz com o meu direito de simplesmente desacreditar no lúdico da vida. Eu não impeço ninguém de sonhar. Então, por favor, me deixem viver com o meu pessimismo!!!!!